Notícias

28 Dezembro, 2011
28 Dez 2011

«Obras de Arte» nos 121 anos dos Bombeiros Voluntários de Vila Real – Cruz Verde

Foi com a visita às novas instalações, já em fase final de obra, que , no passado dia de 28 de Dezembro, se iniciaram as comemorações dos 121 anos dos Bombeiros Voluntários da CRUZ VERDE. Todos os presentes foram convidados a apreciar as remodelações e ampliações do quartel tendo o Presidente da Direcção conduzido a visita e procedendo às respectivas explicações.

Feita a visita, a comitiva foi recebida pelo Corpo de Bombeiros que ladeou as escadas que davam aceso à Exposição «Obras de Arte». Esta exposição surpreendeu todos os presentes perante a qualidade das obras expostas e pelos nomes dos artistas de reconhecido valor regional e nacional que quiseram dar o seu contributo na angariação de fundos, tendo para o efeito oferecido as obras expostas à Associação Humanitária a qual irá colocá-las à venda, em momento posterior, para assim realizar fundos financeiros de que tanto necessita.

«Obras de Arte» nome que associa as obras no quartel às «Obras» expostas pelos artistas, que estiveram presentes junto das suas obras e que quiseram associar o seu nome a esta iniciativa, é uma exposição de inegável valor que todos devem visitar no Quartel dos Bombeiros, num espaço que a Associação pretende que funcione como galeria de arte, colecionismo e outras. Ainda a propósito desta brilhante iniciativa, que todos elogiaram, o Presidente da Direcção, Engº. Manuel Carlos Trindade Moreira, fez questão de agradecer de forma especial aos artistas e ao seu benemérito gesto, mas também a quem teve a ideia e quem a tornou possível, designadamente ao Sr. Duarte Carvalho e Sr. António Barros, dois dirigentes da Associação que foram inexcedíveis nos seus esforços para tornar possível esta exposição.

28 Dezembro, 2011
28 Dez 2011

Homenagem ao Diretor Luís Faceira

Na sala de reuniões «Domingos Ribeiro» teve lugar, no dia 28 de Dezembro de 2011, um momento cheio de simbolismo, na presença da viúva e do filho, foi homenageado, a título póstumo, o Sr. Luís Maria Fernandes Faceira ilustre dirigente desta Associação que prestou relevantes serviços ao longo 34 anos em momentos difíceis e nos quais com muito empenho manteve a dignidade e operacionalidade desta Associação Humanitária. Por este mesmo motivo, ainda em vida, foi considerado Sócio Honorário da Associação tendo integrado o Conselho Geral. Tomando a palavra em nome da Associação, o Presidente da Assembleia Geral, Dr. Manuel Lopes dos Prazeres, referiu palavras elogiosas sobre o homenageado convidando depois a viúva e o filho do Sr. Luís Faceira a descerrar a fotografia deste dirigente, o qual passa a figurar na galeria das figuras ilustres da Associação. O filho, em nome da família agradeceu o gesto congratulando-se com o reconhecimento feito ao seu pai e ao trabalho que este realizou em prol da Associação e dos Bombeiros em geral.

28 Dezembro, 2011
28 Dez 2011

Imposição da «Fénix de Honra»

Nesta sessão solene de 28 de Dezembro esteve presente o Sr. Rui Silva, dirigente da Liga dos Bombeiros Portugueses, em representação do seu Presidente a fim de proceder à imposição da Fénix de Honra, distinção honorífica da Liga dos Bombeiros Portugueses, que tem por finalidade galardoar a prática de actos e (ou) serviços altamente relevantes, de carácter amplamente abrangente e de inquestionável apreço, com vistas à dignificação e promoção da Causa dos Bombeiros e da Protecção e Socorro, podendo ser atribuída a Corpos de Bombeiros, Associações Humanitárias de Bombeiros e Federações Distritais que perfaçam 100 anos de existência.

O representante da Liga dos Bombeiros Portugueses proferiu algumas palavras a propósito do acto que iria ocorrer mas também sobre o momento difícil que atravessam a generalidade dos Corpos de Bombeiros do país. De seguida, convidou o Sr. Presidente da Câmara, da Assembleia Geral e da Direção da Associação a juntarem-se a ele na imposição na bandeira da Fénix de Honra. Este acto foi acompanhado de pé por todos os presentes.

28 Dezembro, 2011
28 Dez 2011

Apresentação do quadro do Comandante Adelino Samardã

No Salão Nobre, completamente lotado, foi apresentado um quadro a óleo do Comandante Adelino Samardã, da autoria do pintor Trindade Chagas, que faz parte do espólio da Associação e que a Direção, em 2009 por altura da comemoração dos oitenta anos sobre a data do falecimento deste Comandante da Associação, mandou recuperar. O restauro ficou a cargo de Joana Montenegro, tendo alguns amigos e instituições contribuído financeiramente para que a recuperação se pudesse concretizar.

A exposição do quadro foi precedida de uma apresentação da biografia de Adelino Samardã tendo sido referido que esta foi uma figura de relevo na defesa das causas Humanitárias. Desde cedo acompanhou António Samardã, irmão mais velho que foi fundador da Associação e também Comandante da Corporação. Começou por integrar os órgãos sociais e mais tarde tornou-se num dos mais gloriosos Comandantes da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Real – Cruz Verde. Arqueólogo, professor do ensino primário, jornalista e político. Conjuntamente com Guilhermino Vieira da Silva foi fundador do Povo do Norte em 1891. Esteve ao lado do movimento do 31 de Janeiro de 1891 – 1ª revolta armada republicana no Porto. Organizou o partido republicano em Vila Real com mais 17 correligionários. Fundador da Comissão Executiva do Partido Republicano – 1895; Director e Comandante da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Real – Cruz Verde de 1898 a 1929 (data da seu falecimento); Governador Civil do distrito de Vila Real-1910 a 1911 e de 1913 a 1914.

Ainda a propósito do quadro a óleo apresentado foi mencionada uma breve biografia de Bernardino Raul Trindade Chagas, professor de desenho industrial e pintor, ilustre republicano que assinou a acta de tomada de posse do seu amigo Adelino Samardã como governador civil de Vila Real. Nasceu em 16 de Julho de 1881 na freguesia de mercês em Lisboa. Formado na escola de Belas-Artes de Lisboa veio para Vila Real nomeado único professor e director da escola de Desenho Industrial D.Luiz I. Foi Vereador na área da educação, fez parte da Comissão de construção do monumento a Carvalho Araújo, foi o pintor que decorou com pinturas suas o Café Club.

Com a apresentação do quadro a Associação quis perpetuar, para as gerações vindouras, a imagem do seu Comandante Adelino Samardã, de forma a que alicerçados neste exemplo, saibam prosseguir com honra e dignidade, defendendo a causa humanitária e elevando bem alto os valores, princípios da Associação, conforme é reconhecido pela história, pelas condecorações e pela Fénix de Honra que foi atribuída pela Liga dos Bombeiros Portugueses.